NIPT – Teste Pré-Natal não Invasivo mais moderno

18 mar 2019 Artigos

O NIPT, Teste Pré-Natal Não Invasivo, é um teste genético de última geração que usa uma amostra de sangue da mãe para analisar o DNA fetal circulante no plasma materno. Ele detecta alterações cromossômicas, como a Síndrome de Down, que podem impactar a saúde do bebê.

O teste é indicado para todas as mulheres de gestação única, gemelar* ou ovodoação** a partir da 9ª semana. (*até dois bebês / **feto único)

O NIPT indica o risco do feto ser portador de anomalias cromossômicas que causam síndromes, como a de Down (trissomia do cromossomo 21), Edwards (trissomia do cromossomo 18), Patau (trissomia do cromossomo 13), DiGeorge (microdeleções do cromossomo 22) e outras que afetam os cromossomos sexuais X e Y.
Este exame pode ser feito por qualquer gestante, a partir da nona semana de gravidez
No caso de gêmeos, o NIPT identifica se são idênticos ou diferentes
Desde 2018, ele é recomendado pela Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo)

A metodologia utilizada é exclusiva, baseada em SNPs (Polimorfismo de Nucleotídeo Único) analisado por sequenciamento do DNA fetal e materno, presente no plasma a partir da 9ª semana de gestação.

O NIPT oferece dois tipos de Panorama: o Básico e o Expandido.

Panorama Básico

Trissomia dos cromossos 21,18,13 x e y
Monossomia do x
Microdeleção 22q11 – Sindrome de DiGeorge
Triploidia

Panorama Expandido

As mesmas condições do Panorama Básico
Síndrome da deleção 1p36
Síndrome de Cri-DU-Chat
Paterno – Síndrome de Prader-Willi
Materno – Síndrome de Angelman

Os diferenciais do Panorama são:

Único que distingue DNA materno e fetal
Identifica triploida, gestação com gêmeo desaparecido e gestação molar
Determina zigozidade e sexo fetal individual para gêmeos

Search

+